Como viajar pelo mundo sem ganhar na loteria

Viver viajando não é só pra quem ganhou na loteria ou nasceu em “berço de ouro“. Eu não sou rica, nunca fui, e sinceramente não faço questão de ser.

Tudo na vida é uma questão de escolhas, e viajar não é uma exceção. Existem diversos estilos de viagem, e o meu é simples, muito simples. Pra chegar nos lugares maravilhosos que visito, passo por muito perrengue, mas no final sempre vale a pena. Acabo passando por lugares que não passaria se fosse com um pacote comprado, e assim conheço muita gente legal no caminho, além de que tudo que vem muito fácil perde a graça, não é mesmo?

Eu cheguei a conclusão que tirar férias apenas uma vez por ano não é pra mim. Não me conformo mesmo com a ideia de trabalhar num lugar que não gosto por 11 meses para esperar ser feliz por apenas 30 dias. Não estou julgando quem tira férias apenas uma vez por ano, estou apenas falando sobre o que eu acho certo para a MINHA vida.

A primeira coisa que aprendi na estrada, é que para sustentar o meu estilo de vida, eu teria que estar disposta a trabalhar fazendo coisas que talvez nunca precisasse fazer no Brasil. Não vou mentir pra você dizendo que eu amo lavar privada, e que esse é o emprego dos sonhos. Tem dia que eu acordo de saco cheio, mas quando abro a janela e vejo que estou onde queria estar, rapidinho o meu humor muda. O segredo é não se limitar! Durante esses anos todos viajando, também tive uns trabalhos bem legais. Trabalhei como secretária para um médico belga que é especializado em terapias alternativas, e até aula de português para estrangeiros eu já dei.

A gente tem que sempre ver o lado positivo das coisas e encarar tudo como um aprendizado. Hoje em dia sei fazer de tudo um pouco, até aquelas camas super bem feitas de hotel 5 estrelas. Outra coisa que aprendi, é que o verbo ter não tá com nada! Eu não tenho nada que não preciso, só gasto dinheiro comprando coisas se for realmente necessário. Todo o dinheiro que ganho trabalhando, eu ponho na minha poupança para viajar.

Vou lançar um desafio pra você:

Anote num papel (ou no celular, já que ninguém mais usa papel hoje em dia) durante um mês as suas despesas, mas anota TUDO mesmo, até aquela bala Juquinha que você gosta de comprar depois do almoço. No final desse mês eu te garanto que você vai se surpreender com a quantidade de dinheiro que você gasta com besteira.

Se você ainda tá empolgado para viajar depois de ler que talvez seja preciso usar 5 meios de transporte em um dia para chegar no seu destino, ou lavar louça no restaurante mais movimentado da cidade para pagar pelas suas viagens, o meu conselho é: Se joga! O mundo tá te esperando!

Não existe nada mais gratificante do que realizar sonhos. Acredita em mim, essa vida na estrada vale muito a pena!

Planeje sua viagem:

Ache sus hospedagem pelo mundo no Booking.com

Garanta seu Seguro viagem com desconto pela Mondial Travel