Selecionamos aqui um mini roteiro de 2 dias com os pontos turísticos imperdíveis na cidade para marinheiros de primeira viagem com pouco tempo!

Dia 1:

Manhã

Comece seu dia pela maior atração turística de Paris (e quiçá do mundo): a Torre Eiffel.

Criada por Gustave Eiffel à ocasião da Exposição Universal de 1889, em comemoração aos 100 anos da Revolução Francesa, originalmente estava destinada a durar apenas 20 anos. No entanto, graças sua contribuição à experimentos científicos relacionados à transmissão de rádio e telecomunicação ela acabou se eternizando na paisagem parisiense. Desde sua abertura, estima-se que por volta de 250 milhões de pessoas oriundas de todo o mundo já passaram por ela. Símbolo da França e maior vitrine de Paris, atualmente ela recebe uma média de 7 milhões de visitantes por ano, sendo 75% estrangeiros. Dessa forma, a Torre Eiffel é também o monumento pago mais visitado do mundo.

Desde os atentados terroristas de 2015, ela aos poucos vai se adaptando em termos de segurança ao novo cenário francês. Se antes seu espaço aéreo já era interditado, hoje não é mais possível transitar livremente embaixo da Torre, é preciso passar por uma segurança e em breve, no outono daqui, vão construir uma espécie de parede de vidro à provas de bala também.

Aberta todos os dias de 9h30 às 23h (e no verão de 9h às 00h), seu ingresso pode ser comprado na bilheteria online e há diferentes tipos (por exemplo elevador até o 2do andar ou até o topo ou escada até o segundo-andar). Para maiores informações acesse aqui.

Para ter uma excelente vista da Torre Eiffel, recomendo que você a visite a partir de Trocadéro, na linha 9 do metrô. Por ali existem muitos bares e cafés turísticos, sendo portanto um lugar agradável para uma pausa antes da próxima atração. Para um chocolate quente ou uma salada generosa, recomendo o tradicional Café Carette dali.

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

O ponto turístico mais visitado do mundo – Torre Eiffel

Em seguida, vá ao Arco do Triunfo (a linha 9 vai até Franklin Roosevelt já na Champs Élysées). A caminhada de 10-15 minutos de Franklin Roosevelt até o arco em si é bem gostosa, pois permite que você conheça um pouco o “clima” da Champs Élysées, com suas inúmeras lojas de luxo e turistas – e uma beleza estonteante (sobretudo no inverno quando tudo está iluminado). Para ser sincera, eu super recomendo subir no Arco do Triunfo, mas não na Torre Eiffel. Para mim, a Torre é realmente o que faz de Paris ser Paris, então não faz muito sentido uma vista que não a inclua. Subindo no Arco você também pode ver o desenho em forma de “estrela” que as ruas em volta da Champs Élysées formam. Eu acho um barato!

Sobre acesso ao monumento, o Arco possui horários de aberturas diferentes ao longo do ano, mas normalmente de 10h às 22h30. Além de 1 de janeiro e 25 de dezembro, a atração também está fechada nas manhãs do 8 de maio, 14 de julho e 11 de novembro. Seu ingresso com tarifa cheia custa 12 euros e há bilheteria online. Para maiores informações sobre sua visita ao Arco de Triunfo, veja aqui.

Para comer ali se tem de tudo… desde Five Guys (aquela famosa hamburgueria dos EUA), à Ladurée (mas a casa de chá Ladurée mais bonita, para mim, é a de Saint-Germain de Près – no 21 Rue Bonaparte), à Pizzaria Vesuvio (pizza é sempre uma boa opção custo-benefício né) e até um bistrô gostoso e romântico chamado The Bistrologist (no 16 Av. de Friedland).

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Arco do Triunfo

Tarde

Saindo do Arco pegue o RER B até Châtelet e lá pegue o B até… Luxemburgo!

O Jardim de Luxemburgo é definitivamente a sua próxima parada!

Adquirido pela Rainha Maria de Medicis no começo do século XVII, o Jardim de Luxemburgo é simplesmente estonteante. Não é à toa que é lá que fica o Senado Francês, cuja decoração e interior luxuoso não deixa absolutamente nada à desejar em relação ao palácio de Versalhes. #AiQueRiqueza

No verão (na verdade a partir de meados da primavera) vemos muitas pessoas que sentam nos bancos disponíveis pelo jardim para tomar sol e apreciar a paisagem.

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Jardim de Luxemburgo

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Interior do Senado

Saindo do Jardim siga na direção de Saint Germain de Près – Quartier Latin, não sem antes parar rapidinho no Panthéon. Criado no século XVIII, sob o reinado de Luís XV, ele carrega na sua “fachada” uma dedicatória aos grandes homens da pátria francesa. A homenagem se dá inclusive pelo fato de mais de 70 personagens históricos repousam em sua cripta, entre eles os escritores Émile Zola, Victor Hugo, Voltaire e Alexandre Dumas, e os cientistas Pierre e Marie Curie.

Descendo para o Boulevard Saint-Germain, onde há os cafés históricos Les Deux Magots e Café de Flores (points de encontro dos intelectuais como Jean Paul Sartre e Albert Camus na década de 60), continue na direção do Boulevard Saint Michel. Desça a rua e voilà, você está de cara para o Rio Sena e a Catedral de Notre Dame. Que jeito mais lindo de terminar seu primeiro dia, não é mesmo?

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Catedral de Notre Dame

Se você ainda está com disposição, por mais clichê que seja o passeio de barco no Rio Sena (você pode pegar na altura da Pont Neuf ou Alma/Marceau) vale muito a pena para a primeira viagem. É um passeio lindo, a cidade mais bonita do mundo iluminada.

E se você ainda assim quer ver um pouco mais da cidade luz, vá jantar no Café de la Paix (turístico mas muito bom – e carinho) do lado de Opéra Garnier.

Dia 2:

Prepare-se para a guerra. Chegou o momento mais tenso de sua viagem… o Louvre ! Não tem como fugir de multidão, vá preparado mentalmente para filas, barulho e vários japoneses colados na Monalisa.

Informações práticas sobre o Louvre:

– o Museu abre todos os dias, menos as terça-feiras, de 9h às 18h
– Nas quartas e sexta-feiras ele fica aberto para visita noturna até 21h45
– Ele está fechado nos dias 1 de maio e 25 de dezembro
– Todo primeiro domingo do mês, de outubro à março, a entrada ao Louvre é gratuita aos visitantes
– Seu ingresso custa 15 euros. São passíveis de isenção: jovens menores de 18 anos munidos de carteira de identidade; jovens de 18 à 25 anos residentes em um país do Espaço Econômico Europeu com comprovante de residência e carteira de identidade, entre outros
– Além de visitas guiadas e audioguias, o museu disponibiliza em seu site (veja aqui) percursos de visita para imprimir de modo que você pode escolher o que te atrai mais e poupar bastante tempo. Falando em tempo, reza a lenda que se você for ao Louvre todos os dias durante um ano você não conseguirá, ainda assim, ver todas suas obras.

Bref, como dizem os franceses, chegue uns 15 minutos antes (meia hora, por que não?) da abertura. E esteja bem relaxado, pois realmente há muita coisa para se ver no museu e pode ser um pouco intelectualmente cansativo..

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Museu do Louvre em Paris, a morada de Monalisa! (Créditos: Flickr – Waves)

Bom depois de seu dia no Louvre vocês podem almoçar pelos arredores da Rue de Rivoli, por exemplo no italiano Enzo & Famiglia, visitar rapidamente o Jardin de Tulleries (pessoalmente acho bonito mas nada demais) e partir para o fim da tarde na Igreja de Sacre-Coeur.

Agora sim estamos fechando o seu fim de semana em Paris com chave-de-ouro… A Sacre-Coeur fica em Montmartre, facilmente acessada pela linha 12 (metrô Abbesses), e está aberta todos os dias de 6h às 22h30. Ademais, sua entrada é gratuita. Apenas o acesso ao Dôme do lado de fora a esquerda da Basílica que é pago (seu preço varia, bem como seu horário de entrada – que pode ser de 8h30 às 20h de maio à setembro, ou de 9h às 17h de outubro à abril).

Uma das coisas mais incríveis de se fazer é ver o nascer ou o pôr do sol ali, já que por ficar localizada “no alto”, a vista que se tem de Paris é incrível!

o que fazer em paris foto: Barbara Tigre

Sacre Coeur

Para finalizar teu fim de semana em Paris, se perca nas ruas de Montmartre (mas tome cuidado com pick pocket, tem muitos casos de furto por lá). Se perca e seja feliz em Paris!

Planeje sua viagem:

Encontre sua hospedagem em Paris no Booking.com

Garanta seu Seguro Viagem com desconto pela Mondial Travel