O parque mais famoso do mundo, muitas vezes chamado de “o parque do castelo da Cinderela”, abriu as portas em 01 de outubro de 1971 e foi o primeiro dos quatros parques a ser inaugurado.

Muitos não sabem, mas apesar de ter sido sonhado e planejado por Walt Disney, as construções do parque temático em Orlando só começaram após sua morte.

O lugar mais mágico do mundo funciona 365 dias por ano e fechou apenas 6 vezes em sua história, por causa de furacões, e metade do dia após os atentados de 11 de setembro.

Ao chegar de carro, o estacionamento fica distante da entrada do parque e existe a opção de chegar até lá de barco ou monotrilho. Recomendo pegar o barco pela manhã, sem pressa e aproveitando a paisagem e usar o monotrilho na hora de ir embora, quando estão todos cansados, porque é mais rápido.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Entrada do Parque Magic Kingdom

Leia Mais:

Guia dos Parques Disney – Epcot

Dicas para os Parques da Universal em Orlando

Guia Universal Studios Orlando: O que você não pode perder lá!

Vamos contar um pouco mais sobre as atrações e dicas para montar seu roteiro:

Roteiro e Guia do Magic Kingdom

Antes de sugerir um roteiro e falar das atrações, tenham em mente que esse é o principal parque da Disney, o que atrai mais turistas, mais famílias, mais crianças. E sendo Disney, nenhuma atração será extremamente radical, embora algumas não sejam apropriadas para crianças menores.

De qualquer forma, independente da sua idade, não deixe de ir nesse parque. É o símbolo de tudo o que a Disney representa e de boa parte de nossas infâncias. Deixa o preconceito em casa e leve apenas a criança que mora dentro de você e a diversão está garantida.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Bilheteria na entrada do Magic Kingdom

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Sistema de entrada do Magic Kingdom

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Sistema de entrada do Magic Kingdom

Outro detalhe importante é que o parque é muito grande, muito mesmo. Não se preocupe, é virtualmente impossível fazer todas as atrações. Seriam necessários dois, talvez três dias para isso, mas nem todas são imperdíveis, então veja nossas dicas de cada uma e escolha as que melhor encaixam no seu perfil, do seu grupo ou família.

O roteiro no Magic Kingdom depende muito do seu grupo, da sua família. Se estiverem com crianças pequenas, até uns 5 anos, vá direto para Fantasyland e esqueça o resto. Essa é a parte onde concentram mais atrações para os pequenos, deixe esse ser o dia deles. E justamente por isso, é a área onde estão as maiores filas de espera. Planejamento e paciência são muito importantes para aproveitar seu dia ao máximo.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

A famosa estátua do Walt Disney com o Mickey em frente ao castelo da cinderela

Se forem apenas adultos ou adolescentes, foque nas outras áreas, deixe a Fantasyland para um outro dia. Frontierland e Tomorroland concentram as atrações mais “radicais”, na medida do possível.

Além das atrações fixas, o Magic Kingdom tem um desfile durante o dia, chamado Disney Festival of Fantasy Parade, com carros alegóricos e personagens desfilando pelas ruas do parque; o Mickey’s Royal Friendship Faire, um show ao vivo com a turma do Mickey, princesas, príncipes e vilões, que acontece algumas vezes ao longo do dia em frente ao castelo, o show noturno Once Upon a Time, com efeitos holográficos projetados no castelo, seguido do encerramento com o show de fogos Wishes. Apesar do cansaço, fique até o final para o show de fogos, é emocionante, é especial, vale cada segundo a mais que você fica lá.

Para saber os horários de cada apresentação, não esqueça de pegar a programação da semana junto com o mapa na entrada do parque.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Espetáculo de fogos no Castelo da Cinderela

Atualmente, o parque está dividido em seis áreas:

Main Street, USA, Liberty Square, Adventureland, Frontierland, Fantasyland e Tomorrowland.

Vamos conferir cada uma delas, suas principais atrações e algumas dicas para aproveitá-las ao máximo:

1 – Main Street, USA

A entrada do parque inspirada em ruas de cidades americanas. No final da rua está o Castelo da Cinderela, símbolo do parque e da própria Disney.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Main Street – Créditos: Flickr: Loren Javier

Os prédios abrigam o guest service, lojinhas de produtos Disney e restaurantes. Mas também temos duas atrações, são elas:

Walt Disney World Railroad

Um trem à moda antiga que dá a volta em torno de todo o parque e com outras duas estações para embarque e desembarque, em Frontierland e Fantasyland.

Town Square Theater

Para quem gosta de personagens para tirar fotos e pedir autógrafos, no Town Square Theater você encontra o Mickey Mouse e algumas Princesas da Disney. Há disponibilidade de agendar fastpass+ para essa atração.

2 – Liberty Square

Essa área do parque é inspirada em cidades coloniais dos Estados Unidos durante a Guerra Civil americana.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Liberty Square – Créditos: Flickr: Daryl_Mitchell

Liberty Square Riverboat

Um passeio pelos Rivers of America a bordo do Liberty Belle, um barco a vapor do Mississippi. Vá apenas se tiver com tempo de sobra, é um passeio legal, mas nada demais.

The Hall of Presidents

Uma apresentação de 22 minutos com todos os presidentes dos EUA. Se você não é americano ou amante de história americana, é dispensável.

Haunted Mansion

Uma mansão não tão mal-assombrada assim, vale a pena ir, é bem divertido pelos efeitos animados dos fantasmas.

3 – Adventureland

Essa área é inspirada em florestas remotas da África e da Ásia, um pouco de Oriente Médio, América do Sul, Pacífico Sul e o Caribe.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Adventure Land – Créditos: Flickr: Loren Javier

Tinker Bell’s Magical Nook

Local para encontrar a Tinker Bell e seus amigos para fotos e autógrafos.

Swiss Family Treehouse

Atração inspirada no clássico “A Cidadela dos Robinsons”, é uma espécie de playground/casa na árvore. Honestamente, não tem muita graça, mas vale pelo passeio se não estiver com pressa.

The Magic Carpets of Aladdin

Essa atração é similar ao Dumbo the Flying Elephant, e simula um voo no tapete mágico do Aladdin. É uma atração voltada para crianças.

Walt Disney’s Enchanted Tiki Room

Uma apresentação de pássaros e flores que ganham vida. É bem fraco e meio sem graça, pode passar direto.

Jungle Cruise

Uma das atrações mais concorridas do Magic Kingdom, recomendo agendar um fastpass+ para ela. É um passeio de barco por rios tropicais com um pouco de histórias e aventuras.

Pirates of the Caribbean

Nem todo mundo sabe, mas o filme Piratas do Caribe, com Johnny Depp foi baseado nessa atração da Disney, e não o contrário como costumamos ver. Venha conhecer o famoso pirata Jack Sparrow num passeio de barco por um reduto de piratas.

4 – Frontierland

Inspirada no Velho Oeste americano, essa área tem duas das atrações mais emocionantes do parque e bastante concorridas!

Splash Mountain

Um passeio em um tronco de árvore com um final de tirar o fôlego, quase literalmente, inspirada no filme “A Canção do Sul”. A Splash Mountain é uma ótima pedida para dias quentes, já que inevitavelmente você acaba se molhando um pouco (bastante). Tem opção de fastpass+ e recomendamos agendar ou ir logo no começo do dia, o que dará tempo para secar roupas ao sol. Quem não gosta de quedas e frio na barriga, pode esperar pelo grupo e talvez se molhar um pouquinho assistindo a queda final.

Tom Sawyer Island

Uma ilha artificial inspirada no livro “As Aventuras de Tom Sawyer”, de Mark Twain. O acesso pé feito de barco e é apenas para exploração, não tem nada empolgante ou imperdível, pode passar direto.

Big Thunder Mountain Railroad

Uma montanha-russa leve passando por minas de ouro do Velho Oeste. É uma atração bastante concorrida e recomendamos agendar o fastpass+ ou fazer logo após a Splash Mountain.
Uma dica para as duas atrações, pela limitação de fastpass+, é agendar uma das duas, ir um pouco antes do horário e ficar na fila da outra. Dessa forma ganham tempo e não precisa voltar para essa área depois.

Country Bear Jamboree

Uma apresentação musical com ursos cantando músicas country. É uma outra atração um pouco sem graça, não vale a pena perder preciosos minutos por lá com tantas outras coisas (e filas) para fazer.

5 – Fantasyland

Essa é a área mais “recente” do parque, passou por uma imensa reforma que começou em 2011 e terminou com a inauguração da montanha-russa dos 7 anões em 2014. A maior parte das atrações é voltada para crianças pequenas, mas tem algumas muito boas para as crianças adultas também!

“it’s a small world”

Fuja dessa atração! Parece exagero, mas não é. É um passeio de barco por diversos locais do mundo com bonecas vestidas a caráter de cada região, cantando a mesma música irritante sem parar. Sério, você não quer ir nessa atração.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Créditos: Flickr: HarshLight

Peter Pan’s Flight

Um voo a bordo de um navio mágico passando por Londres e pela Terra do Nunca. É uma atração leve, mas bem legal. É bastante concorrida, com filas longas, mas tem opção de fastpass+.

Mickey’s PhilharMagic

Essa atração é um filme em 3D muito bom, estrelado por vários personagens e relembrando cenas de clássicos da Disney. É muito bom, vale muito a pena assistir.

Prince Charming Royal Carrousel

É o carrossel do príncipe encantado. As crianças (e alguns adultos também) adoram.

The Many Adventures of Winnie the Pooh

Similar ao Peter Pan Flight, você viaja pela terra do Ursinho Pooh a bordo de um pote de mel gigante. É uma atração bem disputada e tem fastpass+ disponível para agendar.

Enchanted Tales with Belle

Essa é uma atração interativa com a Bela contando um pouco de sua história. É toda em inglês, mas mesmo que não entende o idioma, se for fã do desenho irá se impressionar muito. As crianças podem tirar foto com ela e interagir se souberem inglês.

Under the Sea Journey of the Little Mermaid

Um passeio pelo fundo do mar com os amigos da Ariel. É bem similar a atração do Nemo no Epcot. Ótimo para os pequenos.

Ariel’s Grotto

Local para tirar foto e pegar autógrafo com a Ariel.

Seven Dwarfs Mine Train

A atração mais nova da área e, portanto, a com as filas mais longas do parque, é uma montanha-russa um pouco mais forte que a Big Thunder Mountain Railroad, mas menos do que a Space Mountain. Passa pela mina dos 7 anões da Branca de Neve, é uma das melhores atrações do parque. Recomendamos agenda o fastpass+ e evitar filas que chegam a mais de 3 horas dependendo da época do ano. É para todas as idades!

Mad Tea Party

Atração inspirada em Alice no País das Maravilhas, as crianças ficam rodando em xícaras gigantes.

Dumbo the Flying Elephant

Um voo com o elefante favorito das crianças. Atração similar ao The Magic Carpets of Aladdin e o Astro Orbiter, é um simulador de voo.

The Barnstormer

Uma montanha-russa para crianças com temática do Pateta.

Casey Jr. Splash ‘N’ Soak Station

Um playground molhado para as crianças se divertirem e aliviar um pouco do calor da Flórida.

Pete’s Silly Sideshow

Local para encontrar personagens, tirar fotos e pegar autógrafos.

6 – Tomorrowland

Tomorrowland é inspirada em uma cidade futurística e intergaláctica.

guia dos parques da disney - magic kingdom Por: Bruno Tavares

Entrada do Tomorrowland

Tomorrowland Speedway

Essa atração é mais voltada para crianças, que podem pilotar seus próprios carros, uma espécie de kart com circuito definido.

Space Mountain

A Space Moutain é uma montanha-russa fechada e no escuro. Uma das atrações mais concorridas do parque e também a mais radical de todas. Recomendamos agendar fastpass+ ou fazê-la no final do dia, costuma ser mais tranquila.

Astro Orbiter

Outra atração similar ao The Magic Carpets of Alladin e Dumbo the Flying Elephant, simula um voo de foguete, voltado para crianças.Tomorrowland Transit Authority PeopleMover

Esse é um passeio em um tipo de transporte futurístico, sem emissão de gases. É uma atração boba, mas crianças pequenas se divertem. Adolescentes e adultos podem dispensar.

Walt Disney’s Carousel of Progress

Uma apresentação sobre como a tecnologia melhorou nossa vida no século 20. Para quem não entende inglês muito bem, não vale a pena. Na verdade, no geral não vale a pena, temos muitas outras atrações melhores no parque.

Buzz Lightyear’s Space Ranger Spin

Similar a atração Toy Story Midway Mania, no Hollywood Studios, e o M.I.B, no Universal Studios, é um jogo de tiro ao alvo em um carrinho em movimento. É muito divertido e vale muito a pena, e costuma ser menos concorrido do que seus dois “primos”. Também tem fastpass+ disponível para agendamento.

Stitch’s Great Escape

Essa é uma atração divertida, participando da missão de captura do monstrinho Stitch. É uma espécie de simulador que pode assustar crianças menores por conta de momentos no escuro e barulho.

Monsters, Inc. Laugh Floor

Essa atração é um show de comédia apresentado por Mike Wazowski, de Monstros S.A. Se você não entende inglês bem, não vale a pena.

Como puderam ver, o Magic Kingdom é imenso e tem atrações para todas as idades e gostos. É um parque que vale a pena se programar para não cansar demais e nem andar feito barata tonta de uma ponta para a outra. E, se tiver tempo, considere fazer em dois dias, principalmente se estiver com crianças pequenas.

E você? Tem algo a mais para acrescentar no Guia dos parques Disney – Magic Kingdom? Comente aqui!

Planeje sua viagem:

Encontre seu Hotel em Orlando no Booking.com

Garanta seu Seguro Viagem com desconto pela Mondial Travel